quinta-feira, 28 de agosto de 2014

Pensamento

Como ele se originou?
Como de nós se apossou?
Como é que com ele conseguimos conviver?
E como poderíamos sem ele sobreviver?
É ele a força que nos põe estáticos?
Ou será ele que está a nos mover?
E depois de partirmos?
Prosseguirá ele agindo?
É solitário, individual, ou coletivo?
Estará presente aqui, lá no alto e também no fundo do abismo?
Pensar a respeito do pensamento somente a um lugar pode nos levar:
Quanto mais pensamos a seu respeito mais temos a pensar

4 comentários:

  1. Oi Jonatas
    Simplesmente espetacular e brilhante conclusão.
    Vim te oferecer o selinho Liebster Award. Passe lá Casinha da Poesia para se inteirar das regras. Deixo o link
    http://casinhadapoesia.blogspot.com.br/2014/08/selo-liebster-award.html
    Beijos e um lindo domingo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Gracita

      Com certeza passarei e estarei analisando
      Obrigado pelo convite

      Abraço

      Excluir
  2. Às vezes achamos que não sabemos de onde vem e nem para onde vai. Devaneios, loucuras, descontrole. Ou também calmaria, beleza e paz. Somos um emaranhado do que pensamos e assim vamos em busca de nós.

    Grande abraço

    www.lucadantas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E enquanto não nos encontramos, seguimos, vivendo do jeito que podemos

      Abraço Lu

      Excluir

Deixe registrada aqui a sua opinião / comentário: