segunda-feira, 2 de junho de 2014

Coisas confusas


Quais as necessidades básicas do ser humano?
Pergunte á qualquer professor, que ele irá lhe dizer
Respirar, alimentar-se, saciar a sede, talvez divertir-se um pouco
E o que vem depois? É hora de morrer

Além do pão, o circo também é extremamente necessário
Vital para nos satisfazer
Iludimo-nos com o pouco que nos oferecem
Parece bem mais interessante do que enfrentar e sofrer

Quando não pode com o inimigo, junte-se á ele
Leve sua vidinha mundana, finja que está tudo bem
Feche os olhos para o que acontece bem diante deles
Curta também tudo de bom que com o dinheiro vem

Conte histórias para as suas crianças
Onde todos os finais são felizes
E nunca, jamais, afaste-se
De suas preciosas diretrizes

Mude o canal da TV sempre que começar o noticiário
Nada do que dizem ali lhe interessa
Somente coisas que acontecem todos os dias
Aperte o botão do controle depressa!

Não há pessoas morrendo de fome,
Nem outras milhões perdidas nas drogas
O mundo não está acabando, sob hipótese alguma
Veja aquelas garotas, como são gostosas!

Basta de ficar refletindo
A respeito de coisas tão confusas
Amanhã é dia de trabalhar para por comida na mesa
Dar prosseguimento a nossas respectivas lutas

4 comentários:

  1. Oi Jonatas
    Viver o dia a dia sem estresse. E saber aproveitar o que ele tem de bom. O que não é legal não deve ser internalizado. A vida é maravilhosa.... vivamos cada momento com a intensidade que ele requer.
    Um poema belíssimo meu grande poeta. Parabéns!
    beijos no coração

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É preciso muita sabedoria nesta triagem do que é bom e do que não é, Gracita.
      Obrigado pela visita.
      Beijos

      Excluir
  2. Obrigado por me seguir.
    Também já o faço com este teu blogue.
    Gostei dele no geral.
    E deste post também.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela adesão ao Portal, Nilson.
      Grande abraço.

      Excluir

Deixe registrada aqui a sua opinião / comentário: